30 de mar de 2012

Noite de sexta com Yanks no Hell's!


A mistura de dois homens no front stage com duas meninas na “cozinha” deu origem a um som bem peculiar, com influências como Incubus, Foo Fighters, em versões inéditas e particulares.
As composições trazem letras intimistas com uma pegada rock, e atualmente se encontra em estágio de gravação do primeiro CD da banda, renovação do repertorio e novo show.
A banda surgiu em 2008, formada por Yong Kim no vocal, Léo Ventura na guitarra e vocal, Bibi Nobre no baixo e Juliana Gonçalves na bateria.
Desde então vem fazendo shows em bares e boates de Natal – RN voltados para o público jovem.

28 de mar de 2012

Noite de blues com Eu, Edu e Os Caras


O quarteto Eu, Edu e os Caras, de Natal- RN, banda formada em 2009, tem um repertório calcado em canções autorais e em clássicos de grandes compositores e intérpretes do blues como Willie Dixon, Muddy Waters, Koko Taylor, Robert Johnson, entre outros.
É formada por Eduardo Gomez (guitarras), Samir Santos (bateria), Neemias Lopes (sax) e Moisés Lima (baixo e vocais). O grupo se destaca pelo improviso e performances instrumentais.

23 de mar de 2012

Sexta-feira de Help4Five aqui no Hell's!

Inicialmente a banda foi formada no final de 2010 quando João Paulo decidiu reunir alguns de seus amigos músicos para formar uma banda, tendo como foco principal: Clássicos do Rock´n´roll, em sua “raiz” Beatles e Paul Mccartney solo.
Rapidamente formou-se um repertório “base” com alguns grandes hits internacionais variados e que não saíram do projeto inicial.
Inicialmente a banda era formada por João Paulo (vocais, violão, guitarra), Rock Silver (contra-baixo, Teclado e vocais); T-rash João Paulo (Bateria e vocais); Nassib (Guitarra e vocais) e Silvério (guitarra). Este último, por motivos pessoais não pode continuar na banda, mas João Paulo tinha uma carta na manga e convidou outro excelente músico de técnica peculiar chamado Emanoel Bernardo que caiu como uma luva na banda. Estava formada então a Banda Help 4 Five, agradando aos saudosos rockeiros dos anos 60, 70 e 80 e principalmente os jovens que apreciam uma música bem executada , onde os músicos tem total liberdade para improvisações, trazendo o “algo mais” para sucessos que nunca morrem do bom e velho Rock´n´Roll.
A Banda esta preparando seu 1º cd com músicas próprias, em breve estaremos informando a todos e disponibilizando links e mp3.

22 de mar de 2012

SeuZé hoje no Hell's!

Na contramão do que geralmente ocorre com grupos em início de carreira – formados pelas afinidades entre os integrantes – o SeuZé, originado em Natal, em 2003, vem construindo um trabalho sólido a partir das diferenças entre os seus músicos. A banda tem a consciência de que em arte não existe originalidade, no máximo pioneirismo. Tudo é referência, reinvenção. É nesse sentido que o grupo não teme assumir a influência que sofre de artistas que, por mais que aparentem não estar em sintonia ou contemporaneidade, se encontram na perpendicular do bom gosto.
Foi o que o título do disco de estréia da banda, Festival do Desconcerto (Mudernage Diskos, 2005) quis sugerir. Desconcertar no sentido de dar abrigo a referências que não costumam ser encontradas juntas. Desse modo, o primeiro trabalho do SeuZé pode ser lido e ouvido como um elogio à ironia de Noel Rosa e dos Mutantes, à indignação de Chico Buarque e Radiohead, à melodia de Luiz Gonzaga, Muse e Caetano Veloso. Um manifesto que, por ser sonoro, não lançou mão de carta-manifesto, mas tentou destruir, desconcertar qualquer compromisso estético ou proposta de clausura em algum gênero musical. Antes do primeiro CD, o grupo havia lançado o EP Realidade Não Tão Paralela (DoSol, 2004)
Com a repercussão do primeiro álbum, o SeuZé pôde experimentar uma evidência considerável na mídia especializada, tanto a nível local quanto nacional. Prova disso foram as sucessivas indicações a premiações relevantes como o Prêmio Toddy de Música e oPrêmio Laboratório Pop, além da participação em festivais importantes como o Ceará Music, a Feira da Música (CE), o TIM MADA e o Festival DoSol (RN). A nível local é freqüentemente lembrado nas cerimônias de premiação com mais respaldo no Rio Grande do Norte, como o Prêmio Hangar e o Prêmio Rock Potiguar (nos últimos anos, foram mais de 10 prêmios ao todo). Já dividiu palco com Los Hermanos, Nação Zumbi, Os Paralamas do Sucesso, Nando Reis, Planet Hemp e outros grandes artistas, além de ter tocado em palcos importantes de cidades nordestinas e de outras regiões.
No final de 2007 a banda lançou o seu terceiro trabalho: o compacto A Comédia Humana: solidão, cujas composições atestam a influência da literatura, especialmente Honoré de Balzac, e da música britânica dos mais recentes Muse e Coldplay, aos clássicos Beatles e Pink Floyd, sobre a produção do grupo. Junto do compacto foi produzido o primeirovideoclipe oficial da banda para a canção Ana Razão, produzido pela Nueva Onda.
No segundo semestre de 2010 o SeuZé lançou o seu 4º disco, intitulado A Comédia Humana. O novo álbum aponta para um amadurecimento das composições da banda, além evidenciar um certo caminho que o grupo foi tomando nos últimos anos: uma espécie de interseção entre a musicalidade da MPB setentista e as vertentes mais melodiosas do rock britânico.
Também em 2010, a banda se inseriu em um processo mais intenso de divulgação do seu trabalho com apresentações em outros estados e regiões do Brasil, projeto que se estenderá por todo o ano de 2011, quando o SeuZé iniciará a produção do seu 5º disco.

21 de mar de 2012

Jubileu Trio hoje no Hell's

Jubileu Filho é um músico do Rio Grande do Norte com grande talento e competência. Cantor, compositor, trompetista e principalmente guitarrista de mão cheia. Sua carreira teve início em Currais Novos (RN), cidade onde nasceu. Em 22 anos de carreria tocou com os principais grupos musicais do estado, onde conseguiu através de muito estudo e empenho se destacar nacionalmente. Já tocou com artistas de renome como Nelson Gonçalves, Joana, Rosimere, Beto Barbosa, além de ter gravado para Lenine, Elba Ramalho, Fagner, Alceu Valença. Entretanto, é na área instrumental onde mais se destaca, compondo com muito bom gosto e tocando com gente muito importante na cena instrumental brasileira como Arthur Maia, Sergio Groove, Primata, Ademir Júnior, Ebinho Cardoso, Di Stéfano, Eduardo Taufic, Celso Pixinga, Davi Feldman.

17 de mar de 2012

Especial Beatles e Stones hoje no Hell's Pub!


Beatles, Rolling Stones e uns tragos de rum para temperar. Esta é a receita que vai marcar a noitada desta sexta-feira no Hell's. O especial Beatles e Stones vai juntar duas das principais bandas da cidade num show imperdível: Moby Dick cantando os clássicos do Rolling Stones e Os Grogs nas melhores interpretações dos Beatles.
O repertório de Mobydick contempla toda a carreira dos Stones, incluindo músicas como Satisfaction, Angie e Start me up, Brown Sugar e Dead Flowers. A idéia de interpretar os clássicos dos Stones faz parte de um antigo sonho da banda, que está ultrapassando os seis anos de carreira. 
Os Grogs - banda que começou em 1999 com o nome de Van Grogs - se notabiliza pela interpretação de grandes clássicos de rock'n'roll, além do seu trabalho autoral e de interpretações dos Beatles. 
Formado por Giancarlo Vieira (vocais), Felipe Rebouças e Thiago Andrade (guitarras), Moisés de Lima (baixo, vocais) e Tony Macarthy (bateria), "Os Grogs" se tornou uma das bandas mais carismáticas da cidade e uma grande referência no autêntico rock.

16 de mar de 2012

Rock valvulado com o La Grange hoje no Hell's!


Não, não é propaganda enganosa. O som dos caras vem mesmo direto da granja e é cultivado pelos amigos VH, Almiro, Lenny Brown, Agleílsom e Daniel (vozes, guitarras, gogó de rã, baixo e bateria).
A fórmula é simples: raízes fincadas no blues, irrigação a base de cerveja e whisky, clássicos do rock de ontem, de hoje e de sempre, pimenta a gosto e aquecimento à válvula. Tudo orgânico e livre de agrotóxicos.

15 de mar de 2012

Noite de rockabilly e afins com Los Costeletas Flamejantes!

Los Costeletas Flamejantes é um conjunto musical que faz um som anos 50 baseado em Rockabilly / Country / Blues / Honky Tonk / R&B / Rock'n'Roll. Fundado em 2008 na cidade de Natal/RN, é formado por André (voz e violão), Breno (guitarra), Augusto (baixo), Andola (bateria) e tocam Elvis Presley, Carl Perkins, Jerry Lee Lewis, Gene Vincent, Eddie Cochran, Johnny Cash, Buddy Holly, Roy Orbinson, Hank Williams, Chuck Berry, Little Richard...

9 de mar de 2012

Sexta-feira de Jackblack aqui no Hell's!

A música do JackBlack é diretamente inspirada na magia dos anos 70 e se transforma em Blues, Rock, Hard, Soul, Psicodélia e Atitude! O grupo conta com uma formação de músicos experientes nos palcos potiguares. Gil Oliveira (vocal e violão), Aquilles Bezerra (guitarras), Glauber Costa (baixo) e Samir Santos (bateria) uniram afinidades musicais, pessoais e o amor pela música e criaram um projeto único com o intuito de manter um alto padrão de qualidade técnica e uma constante pesquisa musical.

7 de mar de 2012

Carontes, com o mestre Manoca Barreto hoje no Hell's.

MANOCA BARRETO é graduado em Educação Artística, com Habilitação em Música, pela UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1994) e Mestre em Música pela UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas (2002). Estudou inicialmente violão, optando logo em seguida pela guitarra elétrica...

Morou no Rio de Janeiro de 1987 a 1999, onde estudou “Guitarra” e “Harmonia Funcional e Improvisação”, na Rio Música com o Prof Sérgio Mello Benevenuto e “Teoria e Percepção Musical” na Uni-Rio, além de atuar como instrumentista em shows e gravações. Em 1990 participa, como aluno, do Festival Internacional de Verão de Brasília, estudando Arranjo com o Prof. Ian Guest e Guitarra com o Prof. Nelson Faria...

Em 1989, de volta à Natal, passa a desenvolver seu trabalho como guitarrista em grupos como “Trio Al-Mustafa”, “Banda Be Pop”, Quartetoque” e o “Manoca Barreto Trio”, participando dos projetos mais importantes da cidade como o “Seis e Meia”, “Nação Potiguar” e “Papary Jazzy Festival”. atuando ao lado de artistas e instrumentistas locais e nacionais. ..

Foi professor de Guitarra e Harmonia da Fundação Hélio Galvão e do Instituto de Música Waldemar de Almeida (Fundação José Augusto) Idealizou, fundou e dirigiu a Toque - Escola Livre de Música (1992-1994), da qual também foi professor de Guitarra Elétrica, Harmonia Funcional, Teoria e Laboratório de Música, desenvolvendo uma nova proposta pedagógica na área da música popular, tendo como resultado deste trabalho o surgimento de uma nova safra de músicos instrumentistas atuantes na cidade de Natal/RN
Desde 1998 é professor de Guitarra Elétrica, Prática de Conjunto e Harmonia Funcional e Improvisação da Escola de Música da UFRN...

Participa constantemente como professor, ministrando cursos e oficinas em diversos eventos como: Festival “Música na Ibiapaba” (CE), Projeto Caravanas Culturais da Agência Cultural do Sebrae (RN) e Projeto Residência Artística (Guaramiranga / CE)

Em maio de 2006, foi agraciado com o Prêmio Cultural Diário de Natal, na categoria Música, recebendo o troféu “O Poti”, como reconhecimento do trabalho realizado durante anos no campo do ensino e da performance

No ano de 2005 lançou o CD autoral “Bom Sinal”, realizando nos anos seguintes várias apresentações divulgando este trabalho. Atualmente participa como instrumentista, compositor e arranjador, ao lado de Júnior Primata (Baixo) e Costinha (Sax), do grupo de música instrumental Caninga Trio, que lançou o CD “Tempo Bom” em 2009 e vem se apresentando em vários projetos musicais no Rio Grande do Norte e outros Estados. Em fevereiro 2010 o Trio realizou o show de abertura do Festival de Jazz de Graramiranga no Ceará.

2 de mar de 2012

Mad Dogs hoje no Hell's Pub!


Com quinze anos de existência e um trabalho calcado na fusão do blues/rock com ritmos brasileiros, o Mad Dogs é uma banda que se caracteriza pelo bom humor e pela irreverência.
     Veterana nos palcos potiguares, a banda acumula vários troféus Hangar - o prêmio da música norte-rio-grandense - entre os quais, de melhor banda, melhor vocalista, melhor show e melhor instrumentista. Destacamos ainda a participação do Mad Dogs no projeto Oi Blues by Night, onde a banda teve a oportunidade de acompanhar grandes músicos do gênero como Dominic Nichillo (USA – ex-Santana e Buddy Guy, entre outros), Kenny Bronw (USA), Danny Vincent (Argentina) e Nuno Mindelis (considerado um dos melhores guitarristas nesse estilo), além de ter aberto shows de Phill Guy (USA) e Peter Mad Cat (USA).
     Nos anos de 2003, 2004, 2005 e 2007, o grupo teve a honra de representar o Brasil na International Beatle Week, realizada na Inglaterra, em Liverpool. Primeira banda do norte-nordeste a participar desse evento, o grupo foi eleito pelo público uma das três melhores do festival, na sua última participação.  Embalados pela repercussão dos shows em solo inglês, o Mad Dogs lançou dois cds com releituras das músicas do quarteto de Liverpool - Mad Dogs Interpreta The Beatles e Evolution, respectivamente – onde os cachorros loucos re-interpretam os clássicos ingleses com doses generosas de blues, jazz, ritmos brasileiros e latinos. O sucesso ainda rendeu duas participações na Semana Beatle de Latino América, em Buenos Aires em 2004 e 2006, além de ter sido citada como uma das dez melhores bandas que interpretam Beatles, pelo Jornal do Brasil.
     Mad Dogs e Bar Doce Lar são os títulos dos dois cds autorais já lançados pela banda. Com este último trabalho, o grupo foi um dos vencedores do prêmio Cosern Musical, que levou ao público um espetáculo diferente, onde os músicos interagem com atores e bailarinos. 
     Nos projetos da cachorrada para esse ano estão a produção do terceiro cd autoral – já em fase de composição.

1 de mar de 2012

Os Inflamáveis botam fogo no inferno hoje!

Os Inflamáveis é uma banda de rock and roll potiguar que teve início em julho de 2009, devido à interação de três primos – Gabriel (Voz e Guitarra), Thiago (Guitarra) e Daniel (Bateria) –, unidos pelo desejo de fazer música. O baixista Paulo Goiaba é convidado para fechar o lineup da banda e as referências musicais mútuas entre os integrantes fazem com que uma identidade musical muito forte seja formada. Essa identidade e a vontade de não apenas tocar, mas também de compor, faz com que Os inflamáveis já no seu primeiro ano de atividades deem início à gravação das suas primeiras músicas, formando o primeiro trabalho do grupo, o EP virtual disponível no site da banda www.myspace.com/osinflamaveisnatal. Esse EP é formado pelas músicas “Perdida no Espaço”, “Sinto o Sol” e “Viagem Ácida”. Em 2010 a banda participou do festival de música MPBeco, com “As duas torres”, gravada ao vivo juntamente com as canções “Adelaide” e “Meu Caro Amigo”. Subsequentemente, a música “O Retrato de Madame K” é escrita e gravada como complemento ao EP virtual gravado em 2009, inspirada em uma pintura do artista catalão Joan Miró. No ano de 2011 Os inflamáveis têm se dedicado às apresentações ao vivo e ao processo de gravação e produção do seu primeiro disco, que contará com 11 músicas totalmente autorais. A banda preza por composições que referenciam as suas principais influências, especialmente o rock and roll produzido durante as décadas de 1960 e 1970. A decisão de escrever um disco parte justamente do conceito de álbum – uma produção artística que cristaliza o presente momento criativo da banda. Os inflamáveis esperam que a gravação e divulgação desse trabalho possa difundir o nome da banda no cenário local natalense, bem como, estimular uma cultura de valorização sobre a produção própria no Rio Grande do Norte.