4 de set de 2012

A História do Rock narrada em 13 capítulos


Como fãs de Rock’n’Roll, nós da Feedback Musical, sempre tentamos alimentar os fãs da cultura Rock, com eventos, shows e entretenimento relacionados a essa nossa cultura. Uma coisa que percebemos é que a falta de informação e conhecimento sobre o Rock’n’Roll por partes desses fãs é, às vezes, estarrecedora. Ao mesmo tempo, existe uma grande parcela desses mesmos fãs sedenta por esse conhecimento, informação ou o que quer seja. É necessário visualizar o fato que alguns rockeiros das gerações mais novas nunca nem viram um disco de vinil. Com isso em mente, todas as quintas feiras dos meses de setembro a novembro, no Hell’s Pub, vamos mostrar um pouco dessa história, em forma de capítulos, através das décadas e estilos fundamentais dentro desse universo mágico, explorando ao máximo o leque de gêneros e estilos derivados e nascidos do Rock and Roll, que tiveram grande expressividade no cenário musical e cultural, com textos publicados aqui. A banda Clapton Maniacus (formada pelos sócios do Feedback Musical; Eri Soares no baixo, Samir Santos na bateria e Toni Gregório na guitarra mais o vocalista Daniel Trinconi) fará um pocket show no palco do Hell’s com algumas das principais canções que definem o Rock and Roll até hoje, em seus mais variados estilos, culminando numa breve mostra dos mais de 50 anos de Rock no Brasil. Além disso, cada quinta terá uma seleção musical específica por décadas e estilos relevantes e, no cardápio, teremos um prato especial, único daquela noite, celebrando cada tema, elaborado pelo chef João Aguiar (também sócio do Feedback Musical). Abaixo e uma pequena mostra do que está por vir e da programação.

... Do Blues nos anos 20, 30 e 40 foram surgindo os primeiros grandes artistas de Rock, principalmente depois da eletrificação do Blues e, nesse período, o Rockabilly reinava e a guitarra ditava as regras. No fim dos anos 50 o Rock britânico começou a gerar a chamada Invasão Britânica e ganhou força, bem como o Soul e a Surf Music. Ambos tiveram papéis fundamentais no fortalecimento do Rock na indústria. O impacto cultural e os efeitos sociais do Rock assolaram o mundo inteiro, influenciando a moda, a linguagem, a atitude e criando um verdadeiro estilo de vida. A partir dos anos 60, conhecida como a “Golden Age” ou o período “Classic Rock”, consolidada a invasão britânica, gêneros e estilos diversos foram surgindo e desaparecendo com a mesma rapidez. Alguns se transformaram em pilares fundamentais do Rock gerando mais sub-gêneros ainda, uns importantes outros não, musicalmente, filosoficamente ou como movimento cultural. Estilos híbridos apareceram, como: Blues Rock, Garage Rock, Folk Rock, Country Rock, Jazz-Rock Fusion e muitos contribuíram para o desenvolvimento do Rock Psicodélico, um dos tais pilares do Rock, influenciado pela Contra Cultura da cena psicodélica. Dos anos 60 para os 70 surgiram, passaram ou fincaram raízes: Acid Rock, Blues Rock, Rock Progressivo, Hard Rock, Glam Rock, Art Rock, Power Pop, Heavy Metal, Punk Rock e outros. No fim da década de 70, A Disco Music abalou a indústria musical e nos anos 80, conhecida como a década do exagero, a música pop e descartável despontava e alguns achavam que o Rock finalmente estava declinando. Todos estavam enganados porque um dos elos mais fortes da corrente resistia mais que nunca. O Heavy Metal, o Glam Metal e o Hard Rock (ajudados pela MTV e o advento dos vídeo clips) juntos renderam muito dinheiro. Era a vez da guitarra distorcida e do surgimento de inúmeros gêneros culminando, nos anos 90, no Grunge, no Rock Alternativo e no Metal Alternativo. Por outro lado, a vertente mais pop gerou a New Wave, o Pós Punk, o Brit Pop, o Indie Rock e muitos, muitos outros. No novo século, o Rock disponta como o maior, mais rentável e mais forte movimento surgido dentro da música. Com uma influência ímpar na cultura mundial, no cinema, na moda, na forma de ver o mundo, o estilo de vida Rockeiro se estabeleceu e mexeu com o imaginário popular, interferindo no comportamento das pessoas, criando sub-culturas através dos anos. Se mostrando tão abrangente, diversificado e amplo que por muitos e para muitos confunde-se até com uma religião. Mas cá pra nós, ser Rockeiro é apenas uma questão de inteligência.

Programação completa:
Anos 20/30 – Blues: A origem (06/09)
Anos 40/50 – Do Rockabilly a Surf Music: Uma revolução na música (dia 13/09)
Anos 50/60 – Rock and Roll: A invasão britânica (20/09)
Anos 60 – Jams e Psicodelismo: A perda da inocência e o movimento Hippie (27/09)
Anos 60/70 – Rock Progressivo: Descobertas, experimentalismo e excessos (04/10)
Anos 60/70 – Hard’n’Heavy: A nova e definitiva cara do Rock (11/10)
Anos 70 – Art e Glam Rock: Performáticos e andróginos (18/10)
Anos 70 – Punk Rock: Da contestação ao pop (25/10)
Anos 80 – Metal: (re)Nasce uma cultura (01/11)
Anos 80 – Hard Rock: A década do exagero (08/11)
Anos 90 – Rock alternativo: A diversidade ao extremo (15/11)
Século 21 – Rock Revival – A vitalidade do ideal do Rock (22/11)
Rock no Brasil – 50 anos de rock (29/11)

Nenhum comentário: